Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 ABRIL Agentes de saúde e de endemias de Palmeira dos Índios recebem capacitação sobre Peste Suína Clássica
12/04/2017 - 15h15m

Agentes de saúde e de endemias de Palmeira dos Índios recebem capacitação sobre Peste Suína Clássica

Promovido pela Adeal, treinamento atendeu 160 participantes que atuarão no cadastramento de produtores, animais e de estabelecimentos de criação, favorecendo a notificação de casos suspeitos de PSC

Agentes de saúde e de endemias de Palmeira dos Índios recebem capacitação sobre Peste Suína Clássica

Texto Dorgival Junior

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), por meio da Gerencia de Defesa Animal, realizou esta semana o treinamento de 160 agentes de saúde e de endemias de Palmeira dos Índios para atuarem no Programa Estadual de Sanidade dos Suínos.

A iniciativa, realizada no auditório do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), no bairro de Palmeira de Fora, teve a finalidade de treinar esses profissionais para realização do cadastramento dos produtores de suínos existentes no município e dos estabelecimentos de criação. Na oportunidade, também foram informados os principais sintomas da PSC favorecendo, dessa forma, as notificações de suspeitas de casos Peste Suína Clássica (PSC).

O treinamento, que teve como facilitador o chefe do Núcleo de Defesa Animal da Adeal, Hedivardo Otoni, contou com a presença de representantes da Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (ULSAV) de Palmeira dos Índios e dos secretários municipais de Saúde e de Agricultura.

“Com o trabalho que será realizado pelos agentes junto aos criadores locais, teremos uma maior confiabilidade em nossa base cadastral, condição primordial para que o Estado de Alagoas participe do inquérito soroepidemiológico para Peste Suína Clássica”, afirmou o presidente da Adeal, Rui Alves, lembrando que em setembro do ano passado, 130 agentes do município de Teotonio Vilela também participaram do treinamento.

PSC

A doença, também conhecida por febre ou cólera dos suínos, é infecciosa e altamente contagiosa, podendo levar os animais a morte entre duas a três semanas. Ela ataca porcos, javalis e javaporcos, mas não é transmitida ao homem.

 

Ações do documento

AFTOSA 2016.jpg

link sidagro produtor (2).jpg

imagem manual-produtor.jpg

Apoio