Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 FEVEREIRO Adeal suspende temporariamente ações no posto fixo de Maragogi
16/02/2018 - 12h50m

Adeal suspende temporariamente ações no posto fixo de Maragogi

A desativação de postos fixos em vários Estados do Nordeste tem sido uma prática comum, sendo estes substituídos por fiscalizações móveis que são, comprovadamente, mais efetivas já que as operações de fiscalização podem ocorrer na região a qualquer dia e horário da semana.

Adeal suspende temporariamente ações no posto fixo de Maragogi

Ações foram suspensas no Posto de Fiscalização Agropecuária de Maragogi desde o último dia 15 de fevereiro

Ascom Adeal

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) informa que suspendeu, temporariamente, as ações no Posto de Fiscalização Agropecuária de Maragogi, desde o último dia 15 de fevereiro de 2018.

A desativação de postos fixos em vários Estados do Nordeste tem sido uma prática comum, sendo estes substituídos por fiscalizações móveis que são, comprovadamente, mais efetivas já que as operações de fiscalização podem ocorrer na região a qualquer dia e horário da semana.

Quanto ao atendimento do produtor de Maragogi, a Adeal esclarece que não existe nenhuma relação com o posto de fiscalização, o mesmo continuará sendo atendido no Escritório de Apoio a Comunidade (EAC) de Maragogi ou de qualquer município do Estado.

Funcionamento

Neste sentido, o órgão de defesa esclarece ainda que o posto de Maragogi funcionava com apenas um servidor, no horário de 8h às 17h, sem plantões aos finais de semana, devido a carência de pessoal e do baixo fluxo de trânsito de animais e/ou vegetais.

A agência de defesa reforça ainda que o posto de Maragogi funcionava dentro da normalidade com todos os equipamentos necessários para o desenvolvimento dos trabalhos de fiscalização.

Com a suspensão das atividades no posto, todos os equipamentos foram recolhidos para a unidade de Porto Calvo. O veiculo oficial encontra-se funcionando dentro da normalidade, com revisão realizada em novembro do ano passado.

A Adeal informa ainda que, nos últimos anos, perdeu por aposentadoria, demissão e/ou afastamento a pedido, mais de 100 servidores do seu quadro funcional.

 
Ações do documento