Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Adeal abre oficialmente a campanha de vacinação contra aftosa de 2021
03/05/2021 - 16h40m

Adeal abre oficialmente a campanha de vacinação contra aftosa de 2021

Com a meta de vacinar 1,1 milhão de animais – bovinos e bubalinos – contra a febre aftosa. A Adeal, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas, realizou, na manhã desta segunda-feira, 03 de maio, a abertura oficial da primeira etapa da campanha de vacinação em 2021.

Adeal abre oficialmente a campanha de vacinação contra aftosa de 2021

Texto Dorgival Junior

        Pollyanna Almeida

Com a meta de vacinar 1,1 milhão de animais – bovinos e bubalinos – contra a febre aftosa. A Adeal, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas, realizou, na manhã desta segunda-feira, 03 de maio, a abertura oficial da primeira etapa da campanha de vacinação em 2021.

Dirigentes do governo e representes dos criadores alagoanos participaram da vacinação, realizada na Fazenda Santa Luzia, do pecuarista Álvaro Vasconcelos, localizada na zona rural de Maceió, dando pontapé inicial para a etapa que teve início no sábado passado, dia 1º, e que prossegue até o dia 31 de maio. Nesta etapa, todo o rebanho alagoano deverá ser imunizado, independente da idade dos animais.

De acordo com a Adeal, o prazo para o produtor declarar a vacinação encerra dia 15 de junho. Atualmente, Alagoas conta com o status sanitário de zona livre da febre aftosa com vacinação. “A pecuária de Alagoas é um pilar muito importante para a economia do nosso Estado. Esse trabalho vem sendo realizado com o governador Renan Filho, onde, desde 2019, Alagoas está fora da zona de aftosa”, comemorou o secretário da agricultura do Estado, Maykon Beltrão.

O Deputado Federal, Marx Beltrão, ressaltou a importância da vacinação contra a aftosa e de chegar a meta, “Nós temos em Alagoas, mais de 60 mil propriedades rurais que trabalham com a bovinocultura e trabalham também com os bubalinos. Nós temos mais de 1,1 milhão cabeças de boi e mais de 1.200 mil bubalinos. Já chegamos a 97% de vacinação. A meta neste ano é chegarmos a 100% de vacinação”. 

Durante a vacinação que abriu a campanha, o presidente da agência de defesa agropecuária, Isaac Albuquerque, reforçou a importância do papel do criador na luta contra a aftosa. “O produtor deve vacinar os animais dentro do prazo e também fazer a declaração que é tão importante, quanto a declaração. Peço ao criador alagoano que, mais uma vez, erga essa bandeira com a Adeal para que possamos chegar mais próximos da zona livre sem vacinação”, afirmou.

Na etapa de novembro do ano passado, a segunda do calendário de vacinação de 2020, Alagoas obteve uma cobertura vacinal de 97,7%, conquistando o primeiro lugar no ranking nordestino e a oitava posição a nível nacional.

“Vacinar o rebanho é fundamental dada a importância econômica do agronegócio. Por isso, precisamos manter o Estado livre da febre aftosa. O objetivo do Ministério da Agricultura a longo prazo – em função da eficiência das campanhas anteriores – é que Alagoas conquiste o status de livre da aftosa sem vacinação. A Adeal tem realizado um trabalho de excelência em Alagoas”, afirmou Jader Oliveira, superintendente do Ministério da Agricultura em Alagoas.

Segundo o presidente da Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), Domício Silva, que também representou a Federação da Agricultura de Alagoas, em todas as etapas, o produtor rural alagoano vem cumprindo com o seu papel, vacinando o rebanho. “Com isso, Alagoas vem obtendo índices muito bons e cada vez maiores. O criador sabe da importância de vacinar e vai continuar vacinando e declarando, evitando penalidades”, destacou.

 
Ações do documento