Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Adeal realiza Dia D de combate à Raiva Animal
25/09/2019 - 13h51m

Adeal realiza Dia D de combate à Raiva Animal

Ação será realizada no dia 30 de setembro, em nove municípios alagoanos.

Adeal realiza Dia D de combate à Raiva Animal

Ação marca a importância de conscientizar as pessoas sobre a prevenção da doença. Foto: Ascom Adeal

Texto de Paula Nunes

 

Em alusão ao Dia Mundial de luta contra a Raiva, celebrado no dia 28 de setembro, o Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), realiza o Dia D de combate à Raiva Animal em nove municípios, nesta segunda-feira (30). A ação marca a importância de conscientizar as pessoas sobre a prevenção da doença, que pode ser transmitida para qualquer mamífero – animal e humano.

A campanha de vacinação em Alagoas foi iniciada em agosto, obrigatoriamente nos sete municípios com casos confirmados da doença no primeiro semestre deste ano, e foi prorrogada até o final deste mês. No Dia D, as ações educativas abrangerão diversas regiões do estado, através das Unidades de Sanidade Animal e Vegetal, as ULSAVs, que são escritórios da Adeal nas cidades.

No dia 30, a partir das 9h, com o intuito de informar os produtores rurais e estimulá-los a realizar a vacinação do rebanho, o Programa Estadual de Educação Sanitária (PEES), coordenado pela fiscal agropecuária Fátima Figueirêdo, realiza palestras educativas nos municípios de Atalaia, Inhapi, São José da Laje, Boca da Mata, Junqueiro, Chã Preta, Feira Grande, Santana do Ipanema e Delmiro Gouveia.

Para Carlos Mendonça Neto, diretor-presidente da Adeal, este dia educativo em combate à Raiva Animal é de grande importância para estimular e conscientizar os produtores rurais sobre a doença e sobre a vacinação antirrábica.

“A Adeal estima que 100% do rebanho alagoano seja vacinado, para manter Alagoas segura contra a doença, que não tem cura e pode afetar, além dos animais, os humanos”, explica o diretor-presidente da Agência.

Raiva animal

A doença pode infectar qualquer mamífero, inclusive o humano, por meio da saliva, mordedura ou arranhões, sendo fatal nos casos em que não é dada a assistência médica em tempo hábil. Quem entrar em contato com a saliva de animais desconhecidos ou suspeitos deve lavar a região abundantemente com água e sabão e procurar atendimento médico.

Raiva em humanos

Os seres humanos são infectados pela raiva ao entrarem em contato com a saliva de animais com o vírus. Essa transmissão ocorre, principalmente, por causa das mordidas dos animais, mas podem acontecer em caso de arranhões ou até lambidas.Em caso de possível exposição ao vírus da raiva, é imprescindível a limpeza do ferimento com água corrente e sabão. A pessoa infectada pela raiva precisa procurar atendimento médico para tomar a vacina e soro logo após o incidente. A vacina não tem contraindicação.


Confira programação abaixo os locais onde serão realizadas as palestras:

Inhapi - sede do Sindicato dos Produtores Rurais de Inhapi

Junqueiro - Escola Agrícola São Francisco de Assis, povoado Cinzeiro, Zona Rural de Junqueiro

São José da Laje - Escola São José da Laje

Boca da Mata - Secretaria Municipal de Agricultura de Boca da Mata

Chão Preta - Vigilância Sanitária de Chã Preta

Feira Grande - Espaço cedido na Escritório de Atendimento à Comunidade de Feira Grande

Atalaia - povoado Ourucuri em Atalaia 

Santana do Ipanema - auditório da Emater da cidade

Delmiro Gouveia - povoado Juá em Delmiro

Ações do documento