Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Prazo para vacinação contra aftosa tem nova prorrogação
15/12/2021 - 13h30m

Prazo para vacinação contra aftosa tem nova prorrogação

Diante da falta de vacinas nas lojas de revenda, prazo foi estendido até o dia 31 de dezembro

Prazo para vacinação contra aftosa tem nova prorrogação

Texto de Dorgival Junior

A Adeal informa aos criadores alagoanos que a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2021, foi prorrogada, mais uma vez, pelo Ministério da Agricultura. A medida, que atende parcialmente uma solicitação protocolada pela Adeal, foi tomada diante da escassez de vacinas nas lojas de revenda de produtos agropecuários do Estado.

“Em ofício encaminhado ao ministério, a Adeal solicitou que o prazo fosse prorrogado para a vacinação até o dia 15 de janeiro para que o criador tivesse mais tempo para vacinar os animais. Neste sentido, a solicitação da Adeal foi atendida de forma parcial já que o ministério autorizou a prorrogação apenas por mais 15 dias, encerrado em 31 de dezembro”, afirmou o chefe de Defesa Animal da Adeal, André Sandes.

De um rebanho superior a 500 mil animais com idade de zero a dois anos de vida, entre bovinos e bubalinos, apenas 78,5% haviam sido vacinados e declarados até a manhã desta quarta-feira, 15 de dezembro. 

A segunda etapa da campanha de vacinação, que teve início em 1° de novembro e que seria encerrada no dia 30 do mês passado, foi prorrogada pela primeira vez até o dia 15 de dezembro. Mas, por conta da continuidade da falta de vacinas, a ampliação de prazo foi autorizada parcialmente pelo Ministério da Agricultura.

A Adeal informa ainda que, após encerrar o novo prazo para a vacinação, os criadores terão até o dia 31 de janeiro para fazer a declaração junto ao órgão de defesa agropecuária do Estado.

Sem vacinar e ou declarar, o produtor fica impossibilitado de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA) e impedido de circular ou comercializar os animais, além de estar sujeito ao pagamento de multa. 

No caso da não vacinação, o valor de multa a ser pago corresponde a dez Unidades Padrão Fiscal do Estado de Alagoas (UPFAL) e da não declaração a 30 UPFAL.

 
Ações do documento