Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Adeal recebe embalagens vazias de defensivos agrícolas nesta quarta, em Colônia Leopoldina
10/09/2019 - 16h15m

Adeal recebe embalagens vazias de defensivos agrícolas nesta quarta, em Colônia Leopoldina

Produtores rurais da região poderão realizar a entrega das embalagens a partir das 8h30.

Adeal recebe embalagens vazias de defensivos agrícolas nesta quarta, em Colônia Leopoldina

Texto de Paula Nunes

 

 

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) é parceira no recebimento itinerante de embalagens vazias de defensivos agrícolas promovido pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), em diversos municípios alagoanos, durante os meses de setembro, outubro e novembro. O primeiro recebimento itinerante será nesta quarta-feira (11), em Colônia Leopoldina, no interior do estado.

O primeiro ponto de coleta acontece na Rua Gustavo Fitipalpi, no centro da cidade, e os produtores rurais poderão realizar a entrega das embalagens das 8h30 às 15h. As embalagens vazias devem ser entregues devidamente lavadas e inutilizadas.

A iniciativa é uma das atividades que contribuem para o sucesso do Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos), através de uma ação que visa multiplicar as práticas que garantem a sustentabilidade do agronegócio alagoano. 

Paulo Melo, chefe do Núcleo dos Agrotóxicos da Adeal, destaca que o recebimento é muito importante em Alagoas, pois temos apenas um posto de recebimento de embalagens vazias, e é uma forma mais acessível para os produtores rurais. Ele explica que as revendas, as cooperativas ou as distribuidoras são obrigadas a colocar, na nota fiscal, o local de recebimento dessas embalagens. Depois disso, ressalta, a indústria fabricante recolhe, e fica responsável por enviar para uma reciclagem ou encaminhar para destino final.

“O agricultor precisa devolver a embalagem - fazendo uma tríplice lavagem e perfurando, no prazo de até um ano, a contar da data da compra no local indicado na nota fiscal”, disse Melo.

O diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária, Carlos Mendonça Neto, lembra que aqui no estado apenas a Central de Recebimento das embalagens vazias, em Marechal Deodoro, recebe as embalagens vazias. Ele alerta que o agricultor deve fazer a devolução de maneira correta para não maltratar a natureza. “A Adeal continuará lutando por uma defesa agropecuária ainda mais forte, por isso precisa muito da ajuda dos agricultores de todo o estado”, destacou.

O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Ações do documento