Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Viçosa recebe vacinação assistida contra a Raiva Animal nesta quinta (1º)
31/07/2019 - 14h09m

Viçosa recebe vacinação assistida contra a Raiva Animal nesta quinta (1º)

Imunização será realizada na Fazenda Brejo, às 9h.

Viçosa recebe vacinação assistida contra a Raiva Animal nesta quinta (1º)

Primeira etapa irá imunizar os herbívoros (bovinos, ovinos, caprinos e equinos) dos municípios com casos confirmados da doença. Foto: Ascom Adeal

Texto de Paula Nunes

 

A raiva animal é uma doença causada por um vírus que ataca o sistema nervoso de mamíferos terrestres, morcegos e humanos. Após oito casos de Raiva animal confirmados em Alagoas, e pensando na prevenção de surtos da doença no estado, a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), iniciou a primeira campanha de vacinação contra a Raiva dos Herbívoros em Alagoas. 

Para realizar o lançamento oficial da campanha, e estimular os criadores dos municípios que devem receber a vacinação, o corpo técnico da Adeal promove, nesta quinta-feira (1º), a vacinação assistida de herbívoros na Fazenda Brejo, localizada em Viçosa, no interior alagoano. A imunização tem início às 9h.

No primeiro semestre de 2019, Alagoas registrou oito casos confirmados de raiva animal nas cidades de Quebrangulo, Chã Preta, Penedo, Viçosa, Campo Grande, Palmeira dos Índios e Piaçabuçu. A campanha de vacinação será dividida em duas etapas com duração de 30 dias para cada.

A primeira etapa irá imunizar os herbívoros (bovinos, ovinos, caprinos e equinos) dos municípios com casos confirmados da doença. A segunda, por sua vez, abrangerá os municípios não atingidos pelo vírus, os outros 95. A vacina antirrábica é uma das principais maneiras de controlar a raiva em áreas rurais e urbanas, e a expectativa da Adeal é vacinar 100% dos rebanhos.

Carlos Mendonça Neto, diretor-presidente da Adeal, destaca a importância da vacinação para incentivar os produtores locais sobre a prevenção da doença, que também é responsável por enormes prejuízos econômicos, além de ser considerada uma das mais importantes zoonozes em saúde pública. “Por isso estamos lançando essa campanha, para termos um maior controle, com medidas preventivas como a vacinação, além do atendimento a focos e ações de educação sanitária”, disse.

Ações do documento